Drunky Daniels está com um novo single pela House Machine

Drunky Daniels está com um novo single pela House Machine

Drunky Daniels é a soma do aprendizado e experiência de Vini Ferreira e Grazi Largura. Alinhado a vários lançamentos de sucesso, o duo vem conquistando um espaço enorme aqui e lá fora, além de fazer parte do núcleo Radiola Records e da equipe da AIMEC – a maior rede de escolas de DJs do país. Eles já se apresentaram em grandes clubes e festivais pelo Brasil, como o Warung Beach Club, Amazon e até mesmo na edição brazuca do famoso festival Tomorrowland, e acabaram de retornar de uma turnê internacional, onde passaram por Amsterdã e Londres.

No próximo dia 27, eles fazem sua estréia na House Machine com o single “Rabbit” – um tech house maduro e obscuro, com um forte âmbito de pista e uma linha de baixo bem gordurosa.

Conversamos um pouco com a dupla sobre 2017 e os próximos passos:

Q1 – Qual a perspectiva de vocês em relação a este ano e o crescimento da música eletrônica no Brasil?

R1 – Em 2017 tivemos um grande crescimento no mercado da e-music e uma grande mudança sonora. Apesar da crise afetar diretamente o ramo do entretenimento, foi um ano de ótimo e de muito aprendizado. O próximo ano virá recheado de festas e núcleos novos.

Q2 – Podemos ver que estão bem próximos de duas grandes marcas bem sucedidas e de alta credibilidade no mercado da música eletrônica: a Radiola Records e LouLou Records. Como é a relação de vocês com as gravadoras?

R2 – Com os meninos LouLou Records temos uma amizade de longa data e sempre que possível, estamos tocando juntos pelo Brasil ou na Europa. Do Radiola fazemos parte do núcleo da gravadora, lançando material, procurando novos artistas para lançamentos e tocando na label parties. O mais legal da casa base da label, é que ela é composta atualmente por onze estúdios de produção musical (incluindo o nosso) e uma agência de DJs. Acaba acontecendo uma grande troca de informações. Poder fazer uma música e ouvir em várias referências e salas diferentes é incrível.

Q3 – No mês de outubro vocês se apresentaram no Reino Unido e na Holanda, com direito a comemoração de aniversário e até mesmo uma Boat party. Como foi a passagem do Drunky Daniels pelo ADE este ano?

R3 – Foi nossa quarta vez em Londres e é sempre muito empolgante o clima britânico. Desta vez, demos uma entrevista para a Point Blank FM, tocamos na rádio e foi uma das maiores audiências do programa, com bastante gente do Brasil conectado. Foi irado! Nossa estréia em Amsterdã também foi incrível, a cidade é muito inspiradora e todas as festas foram sensacionais. A conferência foi excelente. Também tocamos na nossa primeira Boat Party e foi animal! Não vemos a hora de voltar para a Holanda.

Q4 – Quais os próximos lançamentos, gigs e novidades para 2018?

R4 – Temos mais dois releases neste ano – o single “Rabbit” na House Machine e um EP na Drumkit Records, do espanhol Eddy M (residente da festa Elrow). Em janeiro, temos outro EP com três faixas, que será lançado pela grande gravadora Happy Techno Records de Barcelona, comandada pelo amigo Lexay. Em dezembro e janeiro, passaremos por sete estados, aproveitando o embalo do verão que chega com tudo. Em julho e agosto, faremos novamente uma tour no verão europeu, mantendo o fluxo dos últimos dois anos. Além de muita música nova, lançaremos em breve uma masterclass nossa, junto a AIMEC Brasil e Native Instruments. Também tivemos a clássica faixa “Bump It In Yo Stereo” remixada pelo grande amigo belga Kolombo, que sairá em 2018. Será um ano de muito trabalho e coisas boas!

Q5 – Podem dar alguma dica para os novos produtores de tech house, que também buscam uma visibilidade internacional?

R5 – Uma ótima dica é ficar bem atento nas mudanças estéticas que a música enfrenta, muitas vezes num curto período de tempo, e sempre pensar alguns meses na frente, pois muitas vezes um release pode demorar um certo tempo para ir ao ar por labels grandes. Mas a melhor dica é sempre tentar criar algo próprio, mesmo usando referências, dando seu toque pessoal para não ficar mais do mesmo ou alguma cópia de algum produtor. E, é claro, mandar muita demo para gravadoras e artistas, mesmo que às vezes demore muito a reposta – algum artista de fora tocando pode gerar um bom buzz para seu trabalho.

Confira o premiere da faixa “Rabbit” aqui na House Mag:

Pré venda em :

 

Fonte: HouseMag

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d bloggers like this: